Portal de Uruçuí - A Notícia do Tamanho da Verdade!

Palocci: Lula recebeu propina em espécie dentro de caixa de uísque

Ex-ministro ainda afirma que Lula chega a lhe pedir sigilo a respeito da movimentação e que a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) tinha ciência dos pagamentos feitos pela Andrade Gutierrez

18/01/2019 20:15 em Política Brasil
Palocci: Lula recebeu propina em espécie dentro de caixa de uísque
Palocci: Lula recebeu propina em espécie dentro de caixa de uísque

Em trecho de delação premiada feita pelo ex-ministro Antonio Palocci, anexada nessa quinta-feira ao inquérito que trata da usina de Belo Monte, afirma que o ex-presidente Lula recebeu dinheiro em espécie, paga pela Odebrecht. 

“(Palocci) Também se recorda que, dos recursos em espécie recebidos da Odebrecht e retirados por Branislav Kontic, levou em oportunidades diversas cerca de trinta, quarenta, cinqüenta e oitenta mil reais em espécie para o próprio Lula”, diz trecho do documento.

Na delação, Palocci ainda afirma que Lula chega a lhe pedir sigilo a respeito da movimentação e que a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) tinha ciência dos pagamentos feitos pela Andrade Gutierrez. 

O depoimento foi prestado em 13 de abril de 2018, e a delação foi homologada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) em junho do ano passado.

Entre as informações, o ex-ministro afirma ter repassado R$ 50 mil a Lula. O valor teria sido entregue dentro de uma caixa de celular, no Terminal da Aeronáutica, em Brasília. O episódio teria ocorrido no período da campanha de 2010.

Outro trecho da delação de Palocci diz: “Em São Paulo, recorda-se de episódio de quando levou dinheiro em espécie a Lula dentro de caixa de whisky até o Aeroporto de Congonhas, sendo que no caminho até o local recebeu constantes chamadas telefônicas de Lula cobrando a entrega”. 

Palloci afirmou que os motoristas que estavam com ele presenciaram o momento. 

Tríplex do Guarujá

Ainda no depoimento, Palocci afirma que sugeriu ao ex-presidente que ele comprasse o tríplex no Guarujá com o dinheiro de suas palestras. Lula teria lhe respondido, então, que "um apartamento na praia não cabe em minha biografia". Em razão desse apartamento, o petista foi condenado a 12 anos e um mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ele está preso em Curitiba desde abril do ano passado.

Relação com Dilma 

O ex-ministro também relata uma suposta ruptura de Lula e Dilma. Segundo ele, a troca no comando da Petrobras (de José Sérgio Gabrielli por Graça Foster) foi uma tentativa de minar o acesso do ex-presidente a fontes de financiamento eleitoral para impedir uma tentativa de buscar um novo mandato. “Durante o crescimento da Operação Lava-Jato, Dilma deu corda para o aprofundamento das investigações, uma vez que isso sufocaria e implicaria Lula”, afirma Palocci. 

Fonte: Correiobraziliense

Comentários