Portal de Uruçuí - A Notícia do Tamanho da Verdade!

Prefeito de Uruçuí sofre mais uma derrota na Câmara de Vereadores

Dessa vez foi sobre o projeto de Lei Nº 2/2017 que dispõe sobre a reorganização da Procuradoria Geral do Município de Uruçuí-PI

11/04/2017 10:11 em Política Uruçuí
Prefeito de Uruçuí é derrotado mais uma vez na Câmara Municipal
Prefeito de Uruçuí sofre mais uma derrota na Câmara de Vereadores

A Sessão Plenária da Câmara de Vereadores de Uruçuí realizada na noite de ontem (10) culminou na segunda derrota do prefeito Wagner dentro do parlamento municipal. A votação do projeto de Lei Nº 2/2017 que dispõe sobre a reorganização da Procuradoria Geral do Município de Uruçuí-PI e dá outras Providências que era dada praticamente como viável a sua aprovação não foi aceita pela maioria absoluta dos vereadores. A matéria precisava de sete (07) votos para passar a ser Lei, mas a falta de articulação ou até mesmo experiência da maioria dos novos vereadores governista, bem como a incompetência do secretário de governo, que era para ter evitado a matéria ser colocada em votação, acabou fazendo os vereadores da base e o prefeito passarem um vexame numa sessão lotada.

Apenas nove vereadores estavam presentes, quatro da oposição e cinco da base governista, ou seja, acabou em empate e o presidente da Câmara Stanley Carvalho deu o voto de minerva, votando a favor da matéria que ele colocou em votação, todavia a maioria por um voto ? 5 a 4 ? não fez o projeto virar Lei por que o projeto precisavam de sete votos, os vereadores da base são seis, e o sétimo voto poderia ser conquistado, já que, segundo Stanley, o projeto era de grande importância para o município e os argumentos poderiam convencer um dos vereadores da oposição.

Vereadores que votaram a FAVOR da Lei de reorganização da Procuradoria:
- Gleyce Maria (PT)
- Tânia Fianco (PSDB)
- Berenice Santos (Rede)
- Marcelo Leite (PT)
- Stanley Carvalho (PROS) voto de desempate


Vereadores que votaram CONTRA a Lei
- Alaiane Sá (PMDB)
- Daniel Guimarães (PMDB)
- Cilton Miranda (PTC)
- Patrícia Moreira (PMDB)


A Lei que criaria a Procuradoria Geral do Município dava o mesmo o status e salario de Secretário Municipal, criaria mais quatro cargos para o município, o de Procurador Geral, Subprocurador Geral, Procurador e um Agente Administrativo. Os dois primeiros ocupariam cargo em comissão de livre nomeação e exoneração pelo Prefeito Municipal. Os demais seriam providos em caráter efetivo. A Lei também criava três cargos de procurador geral do município que assumiriam após passar em concurso e cada um deles trabalharia apenas quatro horas por dia.

Para o vereador Stanley Carvalho a derrota foi atribuída por conta de votos meramente políticos dos vereadores da oposição, já que o projeto é, segundo ele, bom para o município. Já os vereadores Daniel e Alaiane a nova Lei geraria despesas aos cofres públicos em mais de 300 mil reais ao ano, o que não é necessário e não é bom para o momento em que vive o país.

A 1ª DERROTA
A primeira derrota ocorreu na semana passada quando a base não conseguiu barrar o Requerimento que convocou a Secretária de Educação para dar explicações sobre o atraso nas aulas e se explicar sobre as várias denuncias em sua gestão. Segundo um aliado do governo, Reisimar ainda apelou para que os vereadores não votassem no requerimento, mas não conseguiu seu objetivo.

Lei 1

Lei 2

Fonte: Notícias de Uruçuí

Comentários