Portal de Uruçuí - A Notícia do Tamanho da Verdade!

Vereadoras são elogiadas na cidade por ficarem ao lado do servidor. Leia!

Todas as vereadoras que compo~em a base disseram ter votado com convicção e não por pressão

14/12/2017 14:01 em Política Uruçuí
Vereadoras são elogiadas na cidade por ficarem ao lado do povo
Vereadoras são elogiadas na cidade por ficarem ao lado do servidor. Leia!

A sessão do dia 11 de dezembro, de 2017, ainda será lembrada por muito tempo. Não apenas pela vitória dos servidores que ali se encontravam lutando pelos seus direitos, mas principalmente pela coragem de alguns vereadores da base governista que rejeitaram o PL 23.

Em meio a diversas opiniões e interpretações, as três parlamentares que compõem a base do governo municipal; Tânia Fianco, Eliane Santana e Berenice Santos resolveram rejeitar o projeto e disseram “não”.

Mesmo indo contra a vontade do executivo que queria a aprovação do mesmo ainda no ano de 2017, as parlamentares atenderam o clamor do público que compareceu em massa a sessão, com faixas, fotos e cartazes.

A vereadora Tânia Fianco, disse que analisou o projeto por completo e afirmou que não teria paz em seu coração se votasse a favor. Destacou que o referido projeto pode ser analisado em 2018, desde que sofra alterações e reafirmou que seu compromisso é com o povo e deixou um versículo bíblico para meditação de todos (Salmos 119).

Berenice Santos, disse que votou com convicção e não por pressão. A parlamentar da Rede Sustentabilidade falou da necessidade de se buscar o diálogo entre ambas as partes.

Ela também disse acreditar que o executivo irá rever o projeto e promover as mudanças necessárias para sua aprovação pelo legislativo.

A vereadora Eliane Santana, apesar de não ter feito discurso votou com a certeza de que estava tomando a decisão certa. Quanto ao projeto do concurso, todos os vereadores foram unanimes em dizer que aguardam o mesmo para votação.

Nas redes sociais e nas rodadas de amigos por toda a cidade, o assunto é o mesmo, todos elogiam a coragem das parlamentares, que pensaram primeiro nos servidores que ali se encontravam pedindo o apoio da câmara.

Fonte: Da Redação

Comentários