Portal de Uruçuí - A Notícia do Tamanho da Verdade!

SISU: Candidatos devem ficar atentos às datas, prazos de inscrição e matrícula

As inscrições no Sisu, que estavam previstas para o final deste mês, agora deverão ser feitas entre os dias 23 a 26 e janeiro

21/01/2018 12:03 em Social Social
Candidatos devem ficar atentos às datas e prazos de inscrição e matrícula
SISU: Candidatos devem ficar atentos às datas, prazos de inscrição e matrícula

Após a divulgação do resultado o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), na última quinta-feira (18), os estudantes se preparam agora para o período de inscrição no Sisu (Sistema de Seleção Unificada), que foi antecipada pelo Ministério da Educação (MEC). As inscrições, que estavam previstas para o final deste mês, agora deverão ser feitas pelos participantes entre os dias 23 a 26 e janeiro.

As inscrições são feitas exclusivamente pelo site do MEC, através do endereço eletrônico sisu.mec.gov.br, e sem pagamento de taxas. Nessa fase, o candidato poderá escolher até duas opções de curso, podendo alterá-las durante o período de inscrição. 

A partir do dia 29 de janeiro será divulgado o resultado da chamada regular para os alunos que foram selecionados. Para quem não foi selecionado na 1ª opção escolhida, fiquei atento, é possível participar da lista de espera. O prazo para se cadastrar vai se 29 de janeiro a 07 de fevereiro. 

É importante também ficar atendo aos dias de matrícula da chamada regular, que acontecem entre os dias 30 de janeiro e 07 de fevereiro. Procure a instituição escolhida para verificar a documentação necessária e realizar a matrícula. Os candidatos que se inscreveram na lista de espera serão convocados no doa 09 de fevereiro pelas instituições, então não perca o prazo. 

Como fazer a inscrição?

O processo seletivo do Sisu possui uma única etapa de inscrição, onde o candidato deve escolher, por ordem de preferência, até duas opções entre as vagas ofertadas pelas instituições participantes. O candidato também deve definir se deseja concorrer a vagas de ampla concorrência, a vagas reservadas de acordo com a Lei nº 12.711/2012, de 29 de agosto de 2012 (Lei de Cotas) - alterada pela Lei nº 13.409, de 28 de dezembro de 2016 - ou a vagas destinadas às demais políticas afirmativas das instituições.

Durante o período de inscrição, o candidato pode fazer alterações das opções. Contudo, somente será considerada válida a última inscrição confirmada ao final da etapa, no qual o sistema seleciona automaticamente os candidatos mais bem classificados em cada curso com base em suas notas no Enem e ponderações de pesos.

Somente os candidatos classificados dentro do número de vagas ofertadas pelo Sisu em cada curso, por modalidade de concorrência, serão considerados classificados. Entretanto, caso a nota do candidato possibilite sua classificação em suas duas opções de vaga, ele será selecionado exclusivamente em sua primeira opção.

Os candidatos devem ficar atentos, pois será realizada apenas uma chamada para matrícula. Dessa forma, os estudantes terão prazo para efetuar a matrícula na instituição e confirmar a ocupação da vaga. Vale lembrar que candidato só terá oportunidade de fazer matrícula no curso selecionado em sua primeira opção, por isso, é preciso observar os prazos com atenção e efetuar ou não a matrícula na instituição de ensino desejada.

Outros programas de ingresso ao ensino superior 

O Sisu é a principal porta de entrada para quem deseja ingressar no ensino superior. Porém, caso o estudo não consiga uma vaga através do Sisu, é possível escolher outra modalidade de programa, como o Prouni (Programa Universidade para Todos) e Fies (Fundo de Financiamento Estudantil). 

O candidato inscrito no Sisu também pode fazer a inscrição no Prouni, desde que atenda aos critérios do programa. No primeiro semestre de 2018, Sisu e Prouni adotam o Enem de 2017 como critério para seleção dos candidatos. Caso o candidato seja selecionado nos dois programas deverá optar pela bolsa do Prouni ou pela vaga do Sisu, pois é vedado ao estudante utilizar uma bolsa do programa e estar, simultaneamente, matriculado em instituição de educação superior pública e gratuita.

A pré-seleção em qualquer das chamadas do Prouni assegura ao candidato apenas a expectativa de direito à bolsa, condicionando o efetivo usufruto à regular participação e aprovação nas fases posteriores do processo seletivo, bem como à formação de turma no período letivo inicial do curso. Assim, o estudante pré-selecionado no Prouni somente deve solicitar o cancelamento da matrícula em instituição de educação superior pública e gratuita após a assinatura do Termo de Concessão de Bolsa do Prouni.

O estudante que estiver interessado em participar da seleção para as bolsas do Prouni oferecidas no primeiro semestre de 2018 deve ficar atento ao prazo. As inscrições acontecem do dia 06 de fevereiro às 23h59 do dia 09 de fevereiro, e deve ser feita no site do programa, através do endereço eletrônico siteprouni.mec.gov.br.

Podem concorrer às vagas brasileiros não portadores de diploma de curso superior, que tenham participado do Enem em 2017 e não tenham zerado a prova. Além disso, é necessário que o candidato atenda a, pelo menos, uma das seguintes condições: ter cursado o ensino médio completo em escola pública ou em instituição privada como bolsista integral; possuir alguma deficiência; ser professor da rede pública.

O Prouni oferece bolsas de estudo integrais e parciais (50%) em instituições privadas de educação superior, em cursos de graduação e cursos sequenciais de formação específica. As bolsas integrais se destinam aos candidatos cuja renda familiar bruta mensal per capita não exceda R$ 1,5 salário mínimo. Já as parciais são voltadas aos estudantes com renda familiar bruta mensal per capita inferior a três salários mínimos.

Fies

Já o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil é um programa do Ministério da Educação que financia cursos superiores não gratuitos e com avaliação positiva no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes). Os financiamentos concedidos com recursos do Fies neste segundo semestre de 2017 têm taxa de juros de 6,5% ao ano.

Durante o curso, o estudante deve pagar, a cada três meses, o valor máximo de até R$ 150,00, referente ao pagamento de juros incidentes sobre o financiamento. Após a conclusão do curso, o estudante terá 18 meses de carência para começar a pagar o financiamento. Nesse período, deve continuar pagando, a cada três meses, o valor de até R$ 150,00, referente aos juros que incidem sobre o financiamento. Encerrado o período de carência, o financiamento pode ser pago pelo estudante em até três vezes o período financiado do curso.

Pode se inscrever às vagas remanescentes do Fies 2º/2017 o candidato que, cumulativamente, atenda as seguintes condições: tenha participado do Enem a partir da edição de 2010 e obtido média aritmética das notas nas provas igual ou superior a 450 (quatrocentos e cinquenta) pontos e nota na redação superior a zero; possua renda familiar mensal bruta per capita de até 3 (três) salários mínimos.

Fonte: Portal o Dia

Comentários